Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Sistema de bens móveis do Estado já conta com 26 órgãos migrados

Publicação:

09 02 18   26 orgaos APE
A equipe de gestão do APE esteve em reunião com técnicos da Fazenda e Tribunal de Contas - Foto: Sandra Deitos - Ascom/Smarh
Por ASCOM SMARH

O Sistema de Administração do Patrimônio do Estado – APE, que unifica e padroniza o controle de bens móveis do Poder Executivo do Rio Grande do Sul, já conta com 26 órgãos e 379 mil bens já migrados para o APE. Incluindo nesse total a Secretaria da Fazenda (Sefaz), que a partir desta sexta-feira (09) integra essa padronização. A informação foi transmitida pelo responsável do Patrimônio da Sefaz, Denilson Rocha Dornelles, em reunião nesta manhã, com a equipe de Gestão do APE, na Secretaria da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos (Smarh).

Segundo o Departamento de Patrimônio do Estado (Deape) da Smarh, 3 milhões e 500 mil plaquetas estão disponibilizadas para a classificação patrimonial no sistema. O mesmo opera por meio de um controle que faz a leitura de dados nas plaquetas. Na Sefaz, essa leitura é realizada com plaqueta de radiofrequência, que permite agilidade na conferência e controle de bens.

A contagem sequencial dos bens móveis do estado gaúcho iniciou em janeiro de 2017, no Departamento de Trânsito (Detran). E o encerramento da migração de todos os bens móveis do Poder Executivo do Estado para o APE está previsto para o primeiro semestre de 2018.

Ainda na reunião, o chefe da Divisão de Bens Móveis do Deape, Alberto Vargas, e o responsável pelo Patrimônio do Tribunal de Contas do Estado, João Fernando Theodoro, trataram sobre a possibilidade da instituição em aderir ao controle de bens móveis do Sistema APE. “Com essa medida o sistema de unificação e padronização de bens móveis do governo do Estado se estende para além do Poder Executivo. A meta é congregar os poderes Judiciário e Legislativo”, ressaltou Vargas.

A gestão do APE fica a cargo da Smarh com a parceria da Secretaria da Fazenda (Sefaz), por meio da Contadoria e Auditoria-Geral do Estado (Cage) e da Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs).

Secretaria de Modernização Administrativa e dos Recursos humanos